Manual de segurança em condomínios

Post 05

     Um dos principais motivos para se morar em Condomínios é a segurança que estes empreendimentos de habitação multi familiar proporcionam. Mas como em qualquer local, a segurança em Condomínios é tão forte quanto seu ponto mais fraco. Síndico Profissional.

     A segurança condominial se embasa em três pilares, tecnologia, arquitetura e pessoas. De nada adianta uma arquitetura contra o crime fabulosa, uso de sistemas tecnológicos de última geração, se seus usuários:  moradores, administração e funcionários não seguirem protocolos e recomendações.

      Abaixo listamos recomendações, algumas que podem perfeitamente integrar o Regimento Interno ou Convenção, de modo que os padrões de segurança integrem processos contínuos, mesmo com transição de Síndicos, Conselho e Administradora de Condomínios.

Protocolos a serem seguidos por funcionários

     Nunca forneça dados e informações sobre hábitos e rotinas de condôminos ou sistemas de funcionamento do condomínio a ninguém;

     Esteja sempre atento ao que acontece nas imediações do condomínio. Carros parados por um longo período, pessoas desconhecidas observando o movimento ou qualquer outro fato estranho deve ser comunicado imediatamente ao seu superior;

     Não permita que pessoas desconhecidas ingressem no Condomínio para conversar com o porteiro ou outro funcionário, pela janela da guarita;

     Não  permitir  aglomeração  de pessoas em local próximo ao portão de entrada / saída do condomínio;

     Peça autorização ao morador, pelo interfone, para a entrada de qualquer visitante. Na dúvida, não permita a entrada e peça apoio a outro funcionário;

     Antes de abrir o portão da garagem aguarde que quem está dentro do veículo que este se identifique;

     Inteirar-se das diferentes artimanhas utilizadas pelos assaltantes para entrar no prédio;

     Seja cordial com moradores e visitantes, porém, e em primeiro lugar, cumpra as regras de segurança implementadas no condomínio, mesmo que isso desagrade alguém;

     No caso de entregas em domicílio, como pizza, flores e farmácia, dentre outras, solicitar ao condômino para receber o solicitado na portaria;

     Não forneça informações sobre hábitos de condôminos ou sistema de funcionamento do condomínio a ninguém.

Protocolos para condôminos

     Procure conhecer seus vizinhos e combinar medidas de auxílio mútuo, como sinais luminosos, telefonemas e outros códigos de emergência.

     Sempre participe das assembleias e reuniões, especialmente se um dos temas abordados for a segurança;

     Respeite e divulgue entre vizinhos as ações que visem garantir a sua segurança, mesmo quando essas medidas possam representar certo incômodo para você ou aos visitantes;

     Antes de sair do apartamento, procure observar o movimento na área interna do condomínio, por meio do circuito interno de TV. Havendo qualquer dúvida, comunique-se com a portaria e, caso necessário, chame a polícia;

     Ao entrar ou sair do condomínio, fique atento para a presença de estranhos nas imediações do edifício, posição de funcionários ou veículos desconhecidos próximos à garagem;

     Evite acionar portões automáticos a uma longa distância, especialmente se observar a presença de oportunistas nas proximidades do prédio;

     Entre no prédio sempre desacompanhado de visitantes, que devem, obrigatoriamente, passar por um sistema de identificação, impedindo, assim, que moradores possam ser utilizados como reféns para facilitar a entrada de criminosos;

     Evite deixar cópias de chaves em portarias, guaritas e recepções, assim como em locais discretos como batente de portas, embaixo de tapetes ou dentro de vasos;

     Em hipótese alguma fique conversando com parentes ou amigos em frente ao prédio, especialmente à noite e em locais isolados ou mal iluminados;

     Sempre tranque todas as portas do apartamento, mesmo durante rápidas saídas, principalmente antes de dormir;

Protocolos para síndicos

     Checar antecedentes e referências de funcionários antes de contratá-los e manter uma listagem com todas as informações sobre empregados do condomínio;

      Comunique com clareza aos funcionários todas as normas e procedimentos de segurança e verifique se as normas estão sendo cumpridas no dia-a-dia;

     Promova periodicamente a reciclagem e treinamento dos funcionários, visando à segurança do condomínio;

     Faça um planejamento para que haja cobertura de outros funcionários durante períodos de recesso, horários de almoço, férias, licenças.

     Cadastre todos os condôminos com dados pessoais, dos veículos e até de parentes próximos, para facilitar e otimizar o processo de identificação e controle de acessos;

     Procure conscientizar os demais condôminos quanto à importância de se adotar condutas de segurança. Uma boa dica é abordar o assunto nas assembleias gerais e nos quadros de avisos do condomínio;

     Estabeleça um sistema padronizado de identificação para todos os visitantes do prédio.

     Crie um cadastro das empresas que fornecem produtos e serviços ao condomínio e aos moradores;

     Mantenha bem iluminadas as entradas do condomínio e realize periodicamente uma avaliação das áreas comuns, procurando identificar falhas como portões danificados, luzes queimadas, áreas isoladas e facilidades de acesso;

     Teste periodicamente alarmes sonoros e luminoso, e verifique o bom funcionamento e velocidade dos portões automáticos.

×

Olá...

Permita que seu condomínio seja administrado com agilidade, transparência e economia.

×