Perguntas Frequentes

Tem alguma dúvida que não está aqui? Entre em contato com a gente!

Síndico Profissional

Nenhuma. A Lei de Condomínios e o Código Civil colocam em pé de igualdade as três categorias de Candidato. Ter propriedade ou não no Condomínio não diferencia em nada direitos e principalmente obrigações do Síndico eleito. Disputam a eleição em situação de igualdade e para eventual destituição os mesmos requisitos são necessários.

Pessoa física e Pessoa Jurídica são candidatos com mesmos direitos e deveres para o posto de Síndico conforme o Código Civil, não há necessidade de inexistência de candidatos pessoa física para então se buscar a opção de empresas. A vantagem de uma pessoa jurídica reside no fato de várias pessoas físicas poderem a representar. Isso retira risco de não atendimento ao Condomínio no caso de férias, licença médica, outras atividades profissionais do Síndico pessoa física. No caso de plantão para atendimento, a pessoa jurídica pode oferecer inclusive mais de um canal/pessoa para atendimento.

A função de síndico, antigamente exercida por um morador do condomínio, tem se tornado cada vez mais difícil, seja por conta do tempo que é necessário para exercer a atividade, seja pela falta de uma remuneração adequada para assunção da responsabilidade e/ou pelo desinteresse dos condôminos, pelas complexidades no relacionamento entre vizinhos e na gestão do empreendimento, a solução é a contratação do síndico profissional para exercer a função, com experiência suficiente para proporcionar os resultados necessários para cada tipo de condomínio, de maneira imparcial, contando sempre com a participação de condôminos interessados pela gestão eficiente.

Dependerá do tamanho, das demandas e da complexidade do condomínio, seja ele residencial, comercial ou misto. O trabalho se inicia com visitas e inspeções no condomínio para que haja um “Diagnóstico” da situação e posteriormente a elaboração e aprovação de um “Plano de Ação”. Nossa equipe tem como diferencial, os atendimentos preventivos e proativos, não limitados apenas na frequência, mas focados na qualidade. Em média, quando o condomínio está estabilizado, são feitas uma ou duas visitas por semana, entretanto, sempre disponibilizamos canal de comunicação ágil para suprir as demandas e eventuais emergências que possam surgir no dia a dia do condomínio.

As demandas primárias (rotineiras) devem ser atendidas pelo (a) administrativo interno, zelador ou gerente predial, dentro de regras previamente estabelecidas, pautadas pelo regimento interno e pelo uso e costume do condomínio. O síndico profissional manterá contato constante com todos os envolvidos, pessoalmente, por telefone ou por e-mail. Também, o síndico profissional manterá uma comunicação periódica com os condôminos, preferencialmente através de e-mail e Whatsapp ou presencialmente em suas visitas ao condomínio.

Sim, o Síndico Profissional será o responsável legal do condomínio, tendo ainda mais responsabilidades que o  “síndico morador” e por pensarmos na segurança de nossa equipe e de nossos clientes, que também contamos com a cobertura de seguro para as responsabilidades previstas em legislação.

Se o sindico profissional identificar a necessidade de mudança, poderá propor e deliberar junto ao conselho do condomínio, para que seja analisada a a viabilidade de novo contrato e a busca de outra empresa que atenda aos anseios das demandas do condomínio. Entretanto, é uma decisão compartilhada e a prioridade sempre estará baseada na ética, transparência e eficiência.

Cada condomínio é um caso único, pois dependerá das horas aplicadas em função do tamanho, da quantidade de unidades, colaboradores, obras e reformas, processos em andamento e demais itens que personalizam a complexidade do condomínio. O objetivo da empresa, é oferecer resultados que justifiquem os honorários do Síndico Profissional e estes valores passem a ser vistos como investimentos necessários e não apenas mais uma despesa.

Síndico tira férias e também fica doente, um diferencial da empresa Informma Síndicos, é que o condomínio continua a ser muito bem atendido por um membro da equipe, normalmente, quando o condomínio possui “síndico condômino” este período passa a ser de responsabilidade do presidente do conselho.

O primeiro passo é definir na assembleia para a eleição do síndico que, a adoção do síndico profissional será o caminho adotado pelo condomínio para a gestão no próximo período ou pelo menos uma possibilidade, disputando em conjunto com candidatos moradores. Normalmente quem apresenta o sindico profissional é o atual sindico, os membros do conselho administrativo ou a administradora, mas qualquer condômino pode convidar o Candidato Síndico Profissional. Se a assembleia geral (ordinária ou extraordinária) aprovar a eleição do síndico profissional, é fixada sua remuneração na própria Assembleia e também alçadas financeiras dentro dos moldes previamente conhecidos nas tratativas prévias ou debatidas entre condôminos.

Previamente combinados, os limites devem ser estabelecidos em Ata, para que fiquem claros, mantendo assim a transparência administrativa, caso não sejam previstos na Convenção ou Regimento do Condomínio. Deve-se atentar sobre as competências do síndico de acordo com o artigo 1.348 do Código Civil, Lei nº 10.406 de 10 de Janeiro de 2002. O síndico profissional deve prestar contas mensalmente ao conselho fiscal ou comissão oficial de condomínios, para que o mesmo preste contas de suas ações e anualmente presta contas em Assembleia. Na Informma Síndicos prestamos contas por meio de balancetes mensalmente disponibilizados a todos os condôminos que podem fiscalizar e sugerir ações. As gestões administrativas, financeiras, operacionais e legais devem estar claras em Ata, como por exemplo, para representar o condomínio em órgãos públicos municipais, estaduais e federais, órgãos privados, instituições financeiras, bancos, concessionárias.

Caso não previsto em Convenção ou Regimento do Condomínio, deverá ser tratado entre as partes fixando limites para gastos ordinários e extraordinários. Investimentos ou obras deverão passar pelo crivo da Assembleia, salvo se tiverem delegado ao Conselho o poder para aprovação de investimentos.

Administração de Condomínios

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.

Clique no botão de edição para alterar esse texto. Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut elit tellus, luctus nec ullamcorper mattis, pulvinar dapibus leo.